Olá, seja bem-vindo (a)!
Sábado, 21 de Outubro de 2017
NOTÍCIAS
21-06-2011 | 12:54
O setor público e a construção civil
As obras encomendadas pelo setor público responderam por 44,1% dos R$ 199,5 bilhões investidos pela construção civil em 2009, chegando a R$ 85,5 bilhões. Em 2008, quando os investimentos públicos

As obras encomendadas pelo setor público responderam por 44,1% dos R$ 199,5 bilhões investidos pela construção civil em 2009, chegando a R$ 85,5 bilhões. Em 2008, quando os investimentos públicos foram de R$ 68,6 bilhões, a participação das obras públicas havia representado 43,2% dos investimentos do setor. As informações fazem parte da Pesquisa Anual da Indústria da Construção (Paic) 2009, divulgada nesta sexta-feira (17) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

Em entrevista à Agência Brasil, o técnico responsável pela pesquisa, Fernando Abritta, considerou 2009 um bom ano para o setor industrial, apesar da crise financeira internacional. Segundo ele, o governo tomou algumas medidas para reduzir os efeitos da crise no mercado interno, como a expansão do crédito por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES); a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e a expansão do crédito. Foram medidas que fizeram com que a atividade da construção não sofresse os impactos que afetaram alguns outros setores da indústria, como o de transformação.

Então, o saldo final em 2009 foi positivo para a construção, avaliou. Abritta citou ainda a influência das obras contratadas pelo governo por meio do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) como fundamental para o bom desempenho do setor. Essas obras, principalmente as de infraestrutura, são empreendimentos de grande escala de valor e que exigem vultosos investimentos: obras como a transposição do Rio São Francisco, de construção de hidrelétricas, de pavimentação de rodovias todas demandantes de bastante capital. Ele citou ainda como destaque o segmento de obras residenciais cujos investimentos saltaram de R$ 19,7 bilhões para R$ 28,6 bilhões, ganhando participação no total dos investimentos - ao passar de 14,7% para 17,1%. 

Outro segmento importante destacado pelo técnico foi o de edificações industriais, comerciais e outras não residenciais que atingiu, em seu conjunto, cerca de R$ 30,7 bilhões em 2009. Esse segmento representou 18,4% do total do valor das obras e serviços, disse. (Fonte: Jornal do Commércio)

Assessoria do Sinduscon/MT
Telefone: 9245 1472 
Sindicato das Indústrias da Construção do Estado de Mato Grosso (Sinduscon-MT)
Avenida Tancredo Neves, 93 - 2· andar - Bairro Jardim Petrópolis - Cuiabá (MT)
CEP 78070-122 - Fone: (65) 3627-3020
Anuncie - Política de Privacidade
2014 -Todos os Direitos Reservados
V3 Agência Web