Olá, seja bem-vindo (a)!
Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017
NOTÍCIAS
11-06-2008 | 10:09
Custo aumenta 8,1% no Estado

O custo da construção civil em Mato Grosso aumentou 8,1% em maio deste ano em relação ao mesmo período de 2007. O valor do metro quadrado atingiu R$ 591,34 no quinto mês deste ano contra R$ 547,02, em igual intervalo do ano anterior. A diferença no preço já está provocando um freio nos consumidores que estavam planejando alguma reforma. Os dados fazem parte de pesquisa mensal realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e foram divulgados ontem.

Mesmo com o incremento registrado na variação anual, o custo mato-grossense é menor que o verificado no Brasil, que somou R$ 629,12 em maio deste ano, aumento de 7,5% sobre os R$ 585,96 contabilizados no mesmo mês de 2007. Ainda de acordo com o levantamento do IBGE, no Centro-Oeste, o custo registrado em maio atingiu R$ 601,12, o que equivale a 1,65% a mais que o valor de Mato Grosso. O menor foi constatado em Goiás, com R$ 587,13, mesmo assim 2,8% maior que os R$ 571,07 de maio de 2007.

Para o vice-presidente do Sindicato das Indústrias da Construção Civil de Mato Grosso (Sinduscon-MT), Júlio Flávio Miranda, a alta nos custos está refletindo diretamente na execução das obras, já que onera o valor das construções contratadas até um ano atrás e que não continham preços tão elevados. "Assim temos que fazer manobras para que os custos não sejam aumentados ainda mais. Além do incremento está faltando produtos básicos no mercado, que prejudica o consumidor varejista e as grandes indústrias".

Em relação a janeiro deste ano, o custo mato-grossense acumula alta de 1,7%. No primeiro mês de 2008, o valor registrado foi de R$ 581,32. "Com a elevação nos preços da cesta básica da construção o consumidor que tinha feito um orçamento no final do ano passado e vai comprar agora fica assustado com a diferença e acaba desistindo da compra", diz Miranda ao afirmar que os aumentos são consequência da estabilidade econômica, que ofereceu condições para que os consumidores investissem em reformas mas que em contrapartida, as indústrias produtoras dos insumos não estavam preparadas para atender a demanda, que não aumentou somente em Mato Grosso, mas no país.

 

Fonte: Gazeta Digital



Sindicato das Indústrias da Construção do Estado de Mato Grosso (Sinduscon-MT)
Avenida Tancredo Neves, 93 - 2· andar - Bairro Jardim Petrópolis - Cuiabá (MT)
CEP 78070-122 - Fone: (65) 3627-3020
Anuncie - Política de Privacidade
2014 -Todos os Direitos Reservados
V3 Agência Web