Olá, seja bem-vindo (a)!
Sábado, 21 de Outubro de 2017
NOTÍCIAS
18-05-2017 | 09:05
Caged aponta Mato Grosso com saldo positivo na geração de empregos
Ao todo, 122.561 pessoas foram admitidas contra 112.948 demitidas

Gcom-MT

O mercado de trabalho formal empregou mais do que demitiu nesse ano em Mato Grosso. De janeiro a abril de 2017 o saldo se manteve positivo com 9.613 contratações. Ao todo, 122.561 pessoas foram admitidas e 112.948 demitidas. As informações são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Consulte aqui

Os setores que mais contrataram foram o de Indústria de Transformação – que engloba a produção de alimentos, bebidas, calçados, mobiliários, entre outros, com saldo positivo de 1.718 contratações com carteira assinada. Seguida pela Construção Civil e Serviços – médico, comunicação e financeiros, por exemplo-, com 1.177 e 812, respectivamente, de diferença entre pessoas empregadas e demitidas nesses quatro meses.

O índice estadual acompanha o nacional que registrou o primeiro resultado positivo para abril desde 2014. No mês passado, as contratações no Brasil superaram as demissões em 59.856 vagas. “Estamos otimistas com os números de contratações em 2017. Sabemos que não estamos no momento ideal, mas os postos de empregos aumentaram e menos pessoas estão sendo demitidas. Isso é positivo para toda a sociedade. São menos famílias em situações de vulnerabilidade. Mostra reação do Estado frente a crise econômica”, analisou o secretário de Estado de Trabalho e Assistência Social, Max Russi.

O adjunto de Trabalho e Emprego, Samir Prado, comenta que um dos carros fortes para o aumento das contratações é a construção civil, com a retomada de obras na capital e no interior do Estado. “Tradicionalmente a agropecuária é que eleva o índice de empregabilidade no Estado, mas nesse setor existe a sazonalidade. E em abril, a construção civil foi o fiel da balança e puxou os dados positivos do Estado. As contratações são resultado das obras do Governo do Estado, empreendimentos em municípios do interior, especialmente nas cidades polo, a exemplo de Rondonópolis.“, comenta o secretaria adjunto de Trabalho e Emprego.

Contratação

Em Mato Grosso, a intermediação da mão de obra do trabalhador é realizada pelo Sistema Nacional de Emprego (Sine) vinculado a Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas).

Entre os meses de janeiro e abril de 2016, 164.932 trabalhadores foram atendidos nas unidades do Sine de Mato Grosso. Sendo, 24.177 encaminhados para 11.372 vagas de trabalho oferecidas que resultaram em 4.795 contratações.

No mesmo período desse ano, já foram realizados 142.705 atendimentos com resultados mais positivos. Sendo, 20.622 encaminhados a 9.331 postos de trabalho e 6.665 pessoas empregadas.

São 29 unidades de atendimento à população no Estado, sendo duas na capital, Cuiabá. E as demais nos municípios de Cáceres, Várzea, Grande, Rondonópolis, Diamantino, Sinop, Alta Floresta, Barra do Garças, Jaciara, Tangará da Serra, Água Boa, Alto Araguaia, Primavera do Leste, Sapezal, Guarantã do Norte, Sorriso, Pontes e Lacerda, Aripuanã, Colíder,  Alto Taquari,  Campo Verde, Campo Novo do Parecis, Confresa,  São José do Rio Claro, Lucas do Rio Verde,  Juara e a recém inaugurada unidade em Nova Mutum.

Aline Coelho | Setas/MT
Sindicato das Indústrias da Construção do Estado de Mato Grosso (Sinduscon-MT)
Avenida Tancredo Neves, 93 - 2· andar - Bairro Jardim Petrópolis - Cuiabá (MT)
CEP 78070-122 - Fone: (65) 3627-3020
Anuncie - Política de Privacidade
2014 -Todos os Direitos Reservados
V3 Agência Web