Olá, seja bem-vindo (a)!
Sábado, 26 de Maio de 2018
NOTÍCIAS
14-05-2018 | 10:46
Mesmo com inauguração, banho na Salgadeira só será liberado após estudo
A inauguração do Complexo da Salgadeira, para a contemplação, deve acontecer neste mês de maio.

Gcom-MT

O ex-secretário adjunto de Turismo, Luiz Carlos Nigro, que é representante do Trade Turístico de Mato Grosso, afirmou que ainda não há previsão para a liberação do banho na Salgadeira, na entrada de Chapada dos Guimarães. A inauguração do Complexo da Salgadeira, para contemplação, deve acontecer ainda neste mês de maio. Já o banho, no entanto, aguarda a realização de estudos, solicitados pelo Ministério Público, para então ser desenvolvido o projeto e realizadas as obras.

Nigro afirma que antes de poderem iniciar o projeto para o banho na Salgadeira, é necessário cumprir um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público. Como os estudos ainda nem foram finalizados, não há previsão para a entrega da obra.

“Neste projeto de banho na Salgadeira, o que acontece, para se fazer o projeto nós temos que cumprir um TAC com o Ministério Público, e eles exigiram uma série de estudos, e eles demandam tempo, um prazo maior para aprovação. Estes estudos estão em andamento”.

O ex-secretário afirma que os estudos são importantes para que a população possa fazer uso do atrativo turístico sem que o Meio Ambiente seja prejudicado.

“Nós temos ali em Chapada dos Guimarães uma área delicada. Queremos que seja feito ali um ordenamento do banho para que se use com consciência, porque a Salgadeira é um patrimônio aqui do Estado, Chapada dos Guimarães é um patrimônio nosso e a gente não pode deixar degradar, destruir. Então a gente pretende fazer os estudos, tudo o que o Ministério Público solicitou, para que possamos ter de novo o banho, mas dentro de um ordenamento”.

A inauguração do Complexo da Salgadeira, para a contemplação, no entanto, mesmo após sucessivos adiamentos, deve acontecer neste mês de maio. O local já apresenta status de obras 100% concluídas. Ao custo de R$ 12,6 milhões, a reforma foi executada pela empresa Concremax Engenharia Ltda. O resgate do local foi possível após formalização de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), firmado entre o Governo de Mato Grosso e o Ministério Púbico Estadual com homologação do poder Judiciário, no ano passado.
 
Histórico
 
O Complexo Turístico da Salgadeira tem área total de 72,4 mil metros quadrados. O local foi interditado em 2010 por determinação judicial, devido à detecção de vários problemas ambientais, como a disposição de resíduos a céu aberto, causados pela ocupação e uso irregular do espaço ao longo dos anos.
 
As obras de revitalização da Salgadeira foram iniciadas em 2014, com previsão de entrega até a Copa do Mundo e paralisados devido a inconsistências de projeto. Foram retomadas em 2016, mas parada novamente devido ao término do contrato.
 
A responsável por retomar e concluir o projeto foi a Concremax Concreto Engenharia e Saneamento LTDA. O valor global da obra é de R$ 12.637.552,78. O montante é quase o dobro do previsto inicialmente, em 2013, quando o projeto foi orçado em R$ 6,3 milhões. Ao todo, a antiga empresa gastou pelo menos R$ 2,4 milhões.

O projeto para o banho foi anunciado em agosto de 2017, pelo governador Pedro Taques, durante a criação do Conselho Estadual de Turismo. No entanto, ainda não há previsão para a conclusão deste projeto.

Vinícius Mendes, Olhar Direto
Sindicato das Indústrias da Construção do Estado de Mato Grosso - Intermunicipal
Avenida Historiador Rubens de Mendonça, 4.193, Centro Político Administrativo
Centro Sindical do Sistema FIEMT - Cuiabá-MT - CEP: 78049-940 - Tel.: (65) 3627-3020
Anuncie - Política de Privacidade
2014 -Todos os Direitos Reservados
V3 Agência Web