Olá, seja bem-vindo (a)!
Domingo, 27 de Maio de 2018
NOTÍCIAS
08-02-2018 | 10:32
Ministro Marun defende reforma da Previdência na reunião do Conselho Administrativo da CBIC
O vice-presidente do Sindicato das Indústrias da Construção do Estado de Mato Grosso (Sinduscon-MT), Cezário Siqueira Gonçalves Neto, participou do encontro.

PH Freitas/CBIC

“A reforma da Previdência não é um capricho desse governo. Sem ela, o modelo que imaginamos não se sustenta”, afirmou o ministro-chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, Carlos Marun, durante a primeira reunião do Conselho Administrativo da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC) em 2018. O vice-presidente do Sindicato das Indústrias da Construção do Estado de Mato Grosso (Sinduscon-MT), Cezário Siqueira Gonçalves Neto, participou do encontro. 

“Se não precisássemos da reforma, não estaríamos mexendo em uma questão tão polêmica às vésperas das eleições. Se estamos envolvidos nisso, de corpo e de alma, é porque temos a mais absoluta consciência de que a reforma é necessária. Sim, por patriotismo”, completou. No entanto, o ministro alertou que ainda não há votos suficientes para a aprovação da pauta no Congresso.

Assim como Marun, o presidente da CBIC, José Carlos Martins, reforçou a importância do trabalho individual, por parte das lideranças da construção civil e do mercado imobiliário, na mobilização parlamentar em favor da reforma. Martins expressou sua confiança na palavra do presidente da República, Michel Temer, de que este levará o tema para votação ainda em fevereiro – sendo sustentado por declaração afim do ministro –, relembrando a urgência da sensibilização.

Em relação aos riscos da não aprovação da reforma, o ministro advertiu que o Brasil continua em uma grave crise fiscal, embora as expectativas estejam melhorando. Entretanto, ele ressaltou que o cenário pode mudar: “Corremos o risco de que, ainda este ano, se reverta essa trajetória ascendente que está desenhada para nossa economia em função da expectativa positiva que se criou com a aprovação da reforma”. Marun disse ainda que existe uma grande quantidade de capital (internacional e nacional) represado que pode ser liberado após o sinal positivo do governo. “Nossa previsão é de até um ano de euforia econômica”, finalizou.

O presidente da CBIC aproveitou para pedir o apoio dos associados na defesa da reforma valendo-se dos argumentos e vídeos produzidos pela entidade para divulgação nas mídias sociais.

A reunião do Conselho aconteceu nesta quarta-feira (7), em Brasília, e reuniu lideranças empresariais e representantes de entidades do setor de todas as regiões do País. O Sindicato da Indústria da Construção Civil do Distrito Federal (Sinduscon-DF) foi o anfitrião do encontro.

Agência CBIC de Notícias
Sindicato das Indústrias da Construção do Estado de Mato Grosso - Intermunicipal
Avenida Historiador Rubens de Mendonça, 4.193, Centro Político Administrativo
Centro Sindical do Sistema FIEMT - Cuiabá-MT - CEP: 78049-940 - Tel.: (65) 3627-3020
Anuncie - Política de Privacidade
2014 -Todos os Direitos Reservados
V3 Agência Web